domingo, 15 de janeiro de 2012

RESENHA | Qual Seu Número? (Karyn Bosnak)

Título no Brasil: Qual Seu Número? (2011)
Título Original: 20 Times a Lady (2006)
Autor: Karyn Bosnak
Tradutor: Ivar Panazzolo Júnior
Edição: 
Editora: Editora Novo Conceito
Número de Páginas: 368
ISBN: 9788563586025


SINOPSE: Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dessa média. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer do passado e começar uma linda história de amor? Qual seu número revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.

MINHA LEITURA DO LIVRO:
Esse é um bom livro para te animar quando tudo ao seu redor parece estar desmoronando ou quando você simplesmente precisa de algo para se distrair. Apesar de ter sido publicado em 2006, o livro se mantém jovial e cheio de referências que o leitor pode acompanhar. A história contada por Delilah é hilária basicamente porque logo no início ela faz a declaração que vai permear todo seu relato: ‘...sou uma mulher fácil.’.
Delilah tem 29 anos, é solteira, viciada em livros de autoajuda, tem uma irmã mais nova que está prestes à se casar, uma mãe que deixa até o leitor louco, um avô muito fofo que resolve mergulhar numa aventura em Las Vegas e para completar ela acaba de ser tornar desempregada. Qualquer pessoa estaria se descabelando só de pensar no último item e provavelmente estaria procurando um novo emprego o mais rápido possível.
Tudo bem, ela parece conseguir lidar com tudo isso, mas não com a idéia de que ela possa ser um pouco vadia e ter sérios problemas para manter seus relacionamentos. Decidida a encontrar o Sr. Perfeito dentre os caras com quem já dormiu, ela calcula o quanto tem de dinheiro e contrata Collin, seu vizinho, para rastrear todos os caras enumerados em sua não convencional lista.
É preciso dizer: Collin é tudo (que particularmente eu sempre quis). O sotaque do inglês escocês (check!), o jeito descolado e o dom para cozinhar (check!), as sacadas inteligentes e às vezes desconcertantes (check!) junto com uma beleza estonteante (check!), fazem dele o clichê de consumo de muitas garotas. Você começa a torcer para que ele fique com Delilah praticamente antes dela terminar a descrição e perceber o potencial do rapaz.
O uso das mensagens e notas de rodapé se espalha por todo o livro e é algo que ficou realmente legal. Me encontrei cruzando referências existe na minha vida. Um ‘algo à lembrar’ sobre alguém que conhecemos.
Qual Seu Número? parece um romance café com leite ao iniciarmos a leitura. Mas embora até mais da metade do livro eu tenha achado tudo um tanto previsível, os acontecimentos depois da página 345 me deixaram bem surpresa ao fugirem do hábitual 'e foram felizes para sempre'. Para mim, o livro deixou a idéia de que os romances não são sempre perfeitos...então porque diabos vamos gastar uma vida inteira procurando por   uma perfeição absoluta? E pensar nisso...faz realmente sentido.

3 comentários:

Monique Melo disse...

Olá! primeiro: desculpas por não visitar o blog com regularidade! É que, além da correria, sou totalmente atrapalhada!

Estou lendo Qual seu número no momento e estou adorando. Rindo demais e achando muita graça das situações nada normais em que a Delilah se mete!

Adorei a resenha e a sinceridade dela.

beijos!


Ah, eu já disse que amei o nome do blog? tem um bocado a ver com minha profissão e adorei quando o vi!

MoniqueMar disse...

Adorei a resenha Annie!
O livro está na minha estante desde o lançamento. Ainda não vi o filme porque prefiro ler o livro antes, mas parece ser divertido. Então o finalzinho é surpreendente... fiquei curiosa.
Tive sorte e ganhei o kit da editora em uma promoção, já recebi e agora é encaixar ele na lista de leitura.
Bjkas!

Monique Martins
MoniqueMar
Moniquemar

Julio Cesar disse...

Adorei a resenha. Estou já há um bom tempo querendo ler o livro, a história aparenta ser bem bacana, com uma leitura leve e que não segue uma linha previsível, o que me agrada muito. Gostei também da capa com o pôster do filme, ficou bem bacana.

@HPJulioCesar
www.ojovemescritor.com

Postar um comentário

Já comentou? Não? Então comente!!
Você alegra o meu dia quando deixa um comentário para mim! =)
E não esqueça de deixar o link do seu blog!