segunda-feira, 25 de julho de 2011

RESENHA | Os Arquivos Dresden Vol.1 - Frente de Tempestade (Jim Butcher)

Título no Brasil: Frente de tempestade (2010)
Título Original: The Dresden Files (2000)
Autor: Jim Butcher
Tradutor: Johann Heys
Edição:
Número de Páginas: 380
Editora: Editora Underworld
ISBN: 9788564025080


SINOPSE: Harry Dresden é o melhor no que faz. Bem, tecnicamente, ele é o único a fazer esse trabalho. Então quando a polícia de Chicago se depara com um caso que transcende a criatividade ou capacidade humana, eles vêm até Harry para obter respostas. O mundo cotidiano está na verdade cheio de seres estranhos e mágicos – e a maioria desses seres não se dão muito bem com humanos. É aí que Harry entra. Afinal é preciso um mago para agarrar – bem, qualquer tipo de coisa. Só existe um probleminha. Os negócios, para colocar em meio-termo, não vão nada bem. Então quando a polícia o chama para uma consultoria em um caso de duplo assassinato cometido com magia negra, a única coisa que Harry enxerga são os dólares que irá ganhar. Mas onde existe magia negra, existe um mago negro por trás dela. Agora esse mago conhece o nome de Harry. E é então que as coisas começam a ficar um pouco… interessantes.

MINHA LEITURA DO LIVRO:
Então você é um carteiro (novo na função), está na sua primeira rota para entregar correspondências e de repente dá de cara com o endereço que está na carta. Você olha uma, olha duas, olha três vezes e tem vontade de rir. Você não aguenta e começa a rir: na porta está escrito Harry Dresden – Bruxo. Só pode ser brincadeira, certo? Errado. Você está olhando para o escritório do único bruxo inscrito nas páginas amarelas, com direito a anúncio e cartão de apresentação. Esse é o ramo de trabalho de Harry Dresden, o único bruxo (mago na minha opinião seria uma tradução melhor) assumido e trabalhando ocasionalmente com a polícia de Chicago.
Em seu livro primeiro livro junto com Harry Dresden, Jim Butcher cria uma atmosfera deliciosa com crimes, magias (um pouco apelativas nos ingredientes, como por exemplo, a Tequila), um personagem com um sex appeal indescritível e uma falta de tato pra relacionamentos amorosos ainda mais incrível. Gentleman sempre no modo ON, ele é um personagem realmente peculiar ao contrapor um jeito ranzinza, com suas engraçadas conversas com ele mesmo e um sarcasmo ocasional. Tudo isso na medida certa.
Quando Murphy, seu contato com a polícia de Chicago, liga pedindo ajuda para solucionar um duplo assassinato pavoroso, Dresden se vê num dilema: ajudar a pessoa que mais se aproxima da definição de amiga dele (e o melhor, ser pago por isso) ou colocar a mão disponível para um enxame de marimbondos se fartarem.
Nesse livro ainda são apresentados o Conselho Branco (desconhecido pelos ‘resto’ dos humanos) e algumas leis que jamais devem ser quebradas pelos magos, assim como as penas a que esses estão sujeitos e quem as executa. O passado de Dresden é salpicado em rápidos momentos, deixando claro que sua personalidade foi moldada por tristes momentos e lembranças amargas (okay, algumas são ternas e trazem conforto a ele), mas também pelo fantasma das ações concebidas no início de sua carreira lidando com a magia.
Frente de Tempestade me remeteu à um filme noir, ficando bem longe do estereótipo criado com a magia ao decorrer da Era Harry Potter (oww!! Sem crucificações aqui okay!?). Um protagonista com valores relativos (apesar da modo elegante e old-fashioned), um ambiente urbano e contemporâneo, cenas que trazem o aspecto sombrio dos lugares, falsas acusações, traições...e um final como quem se depara com a femme fatale comendo um pedaço de morango e insinuando querer mais. Foi assim que vi Harry Dresden.
Existe ainda Bob (que eu não vou explicar exatamente quem é para que você não perca a curiosidade), que é uma figura às vezes paternalista, às vezes fazendo birras infantis e indubitavelmente com conhecimento da verdadeira magia...e um desejo pela vida real, palpável e todas as experiências que podem ser adquiridas desta.
A arte do livro é linda, as letras tem um tamanho ótimo e a leitura flui rapidamente. Apesar de não ser um livro barato (exceto nas promoções encontradas em algumas livrarias), é com certeza um daqueles livros que não só valem a pena ler, mas valem a pena manter na estante. Uma ressalva para a tradução e revisão que deixaram a desejar nessa edição. Aliás, muitos leitores tem reclamado disso, indicando até mesmo como motivo para se sentirem desestimulados para continuar com a leitura...não foi o meu caso.
“Você já sentiu desespero? Desesperança absoluta? Você já se viu no escuro, sabendo no fundo da alma e do coração que a coisa não ia melhorar mais, nunca mais? Que algo se perdera para sempre, sem retorno?” – Pág 235
Bem, talvez você seja novo demais para entender o que essas palavras significam ou talvez velho demais para querer se lembrar do peso delas. Mas eu tenho absoluta certeza que você sente o peso que elas carregam.
Ótimo livro...espero que gostem assim como eu! Abaixo tem um link para a 'degustação' do livro..dêem uma olhada! E comentem!

http://editoraunderworld.files.wordpress.com/2010/07/frentetempestade.pdf

7 comentários:

carlos valdeir disse...

Uhuuu.... Põe interessante nisso, poxa, dinheiro é cobiça de todas as pessoas, mas temos que compreender que nem tudo que reluz é ouro, sempre vai ter uma pedra no caminho para desvia-lo de seu caminho e tentar te destruir, mas cabe a você fazer a escolha de ir em frento ou se dar por vencido.... Nada melhor que um toque de mistério e magia.... Adorei o post.
@carlosvaldeir

Sebastião disse...

Oi,
Primeira vez aqui e gostei! Jah estou seguindo!
Confesso que não conhecia o livro, mas achei bem interessante mesmo!

Bjos

Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula disse...

Ótima resenha! Me deixou bastante curiosa! ^^
Seguindo!

paulinha.cintra6@gmail.com

Beeijos

X Incógnitas disse...

Meu, você me deixou com muita vontade de ler o livro.
“Você já sentiu desespero? Desesperança absoluta? Você já se viu no escuro, sabendo no fundo da alma e do coração que a coisa não ia melhorar mais, nunca mais? Que algo se perdera para sempre, sem retorno?” – Pág 235
<<<< e essa parte, deu um gostinho de quero muito mais.
Amei, você escreve muito bem que cativa a gente, Parabéns.

www.xincógnitas.blogspot.com
lorencdias@hotmail.com | @XIncognitas
Beeijos.

Lu disse...

Ai, eu sou louca pra ler todos, TODOSSSSS os livros da Underworld. E esse não fica atrás ein!! Ele parece aqueles livros que a gente devora, que tem ação a cada páginas e depois da sua resenha me deu mais vontade ainda de ler ele!! Primeira vez no blog e to seguindo.. Beijão

Gabi disse...

Os livros da Underworld são um máximo, ainda não peguei um que achasse ruim. Frente de Tempestade ta ali na estante só esperando a vez dele ^^ Com essa promoção de fim de ano foi enxurrada da Under aqui em casa =D

Beijitos
http://www.bookpetit.com/
@bookpetit

Postar um comentário

Já comentou? Não? Então comente!!
Você alegra o meu dia quando deixa um comentário para mim! =)
E não esqueça de deixar o link do seu blog!